Kuyichi

Posted on 08/11/2010 por

2


Quando começamos um post sobre sustentabilidade, criação de produtos ecologicamente corretos ou solidariedade, sabemos que serão longas horas de pesquisa e afinco, pela responsabilidade e importância que os mesmos tem para nós. Claro, não fosse o prazer de escrevê-los, eles não sairiam da lista de admiráveis desconhecidos. Preferimos compartilhar.

A Kuyichi é uma ONG Solidária cujos criadores, no ano 2000, queriam introduzir algodão orgânico na produção de roupas, embora as fábricas de denim recusassem a proposta por motivos que vão desde custos elevados, comodismos até retorno aos investimentos necessários. Já com experiência em produção e comércio de frutas orgânicas na América Latina eles resolveram ingressar também no desenvolvimento de algodão sem agrotóxicos, devido à preocupação com operários e comunidades produtoras e tendo como ideal uma produção com preços justos que permitissem melhorias na sua renda, bem como sua qualidade de vida. Em resposta às dificuldades encontradas em produzir roupas ecologicamente responsáveis a Kuyichi nasceu em 2001. O resultado é um jeans autêntico, inovador e sexy, com conceito de sustentabilidade e preço justo. Os jeans podem ser puros ou com desgastes preservando o que definem como o verdadeiro Style_Conscious.

Vale pausa para curiosidade: 25% de todo agrotóxico usado mundialmente é destinado às plantações de algodão.

“Nosso objetivo é tornar nossa coleção tão sustentável quanto possível, utilizando-se perto de 100% de materiais sustentáveis!”

SS 2010:

SS10 Pure Premium collection:

Mas nem só de algodão orgânico vive a indústria que tem como base a sustentabilidade e valores ecológicos na moda, a Kuyichi também experimenta a utilização de novos conceitos como a lã e o poliéster reciclado (lembram dos produtos de garrafa PET?), Tencel®, uma das fibras manufaturadas de menor impacto ambiental por utilizar solventes dos quais 99,8% são recuperados e reciclados, além de cânhamo que possui um crescimento 2,5 vezes mais rápido que o algodão e também necessita de menos água em sua formação. Os rejeitos e sobras de tecidos e fios ainda são usados na produção de novos artigos têxteis diminuindo desperdícios. Para quem  não conhece muito dessas fibras (ou faltou as aulas de tecnologia têxtil) é imprescindível conferir os conceitos sustentáveis de cada material que, aliás possuem certificação adequada de acordo com cada classificação, além de reconhecimento pelos seus valores socioambiental. Também são utilizados tingimentos naturais que não agridem o meio ambiente, nem provocam malefícios à saúde dos trabalhadores deste processo.

Como não há nenhuma descrição clara sobre o beneficiamento da celulose de bamboo eu me pergunto, mas porque bamboo? Afinal bamboo é uma viscose e, portanto, absolutamente poluente e ainda que suas plantações sejam sustentáveis pelo fato de necessitarem de pouca água, não precisar de replantio, pesticidas nem fertilizantes, nada disso me faz valorizá-lo mais que os demais sustentáveis e orgânicos.

FW 2011 (queria tanto conseguir imagens com melhor resolução):

SS11 | preview:

Hoje a Kuyichi produz suas coleções na Turquia, Peru, Tunísia e Índia, com alguma produção menor na China e na Itália. Está representada em mais de 500 pontos de venda em países como Holanda, onde foi criada e está baseada, Alemanha, Suécia, Itália, Espanha, Inglaterra e Austrália, entre outros países.

“Ser justo, ser verdadeiro e inspirar outros a fazer o mesmo. Essa é a nossa filosofia. Ame o mundo!”

www.kuyichi.com

Facebook

@Kuyichi

Veja www.made-by.org para mais informações

Anúncios